sábado, 25 de abril de 2009

Rendição...



Falamos demais sobre o nada

Ouvimos demais sobretudo!

Um louco, o eterno cadudo!

As folhas caídas do mundo!

A fuga das lindas pro lodo,

Remédios e fios condutores!

Mãos que outrora apertaram coxas

Agora lamentam o desgosto, o algo atrás.

Um vinho azedo, vinagre!

O sexo escondido, o gozo!

Liberta esse gosto pra vida

Aperta a ferida e vomita!

Me joga pro alto de novo!

Me joga pra baixo de novo!

A beleza escondida, me chama de tua Lolita!

A tua essência perdida...

2 comentários:

Priscila Costa disse...

Vem, Minha Lolita :}

hahaha.
É teu, teuzinho o texto ?
;*

Lolita disse...

É meu, meuzinho o texto!

:D