domingo, 25 de outubro de 2009

"o coração delator..."





É que hj eu acordei a la Poe e Burton... resto da semana vai ser assim, meio sombrio, vou postar vídeos de animações e poemas macabros... literatura e vídeo aliados pela cultura...

Este vídeo é justamente a junção disso:Adaptação do poema O coração delator de Edgar Alan Poe por Tim Burton... divirtam-se!!!!!!!!!!


.
.
.
.
.
.
.

Vincent

Em 1982, Tim Burton escreveu, desenhou e dirigiu o curta Vincent, na época em que ainda trabalhava com animação no Walt Disney Studios. Gravado em stop-motion, Vincent conta a história de um garoto que gostaria de ser como seu ídolo, o ator americano de filmes de terror Vincent Price (1911-1993). Quase que auto-biográfico (na verdade, ele também é um fã incondicional de Price), essa animação de terror feito para crianças foi a primeira pincelada de toda uma carreira e linha de filmagem sombria e fantasmagórica que o acompanha até hoje. Atualmente ele está dirigindo uma versão do clássico da Disney, Alice no país das maravilhas, com o seu parceiro e amigo Johnny Depp e sua esposa Helena Bonham Carter no elenco. Imaginem o que vai sair. [eu já sei, olha só o trailler... ducaralho!]

Curiosidade: Vincent Price, conhecido pelos seus filmes de terror e suspense baseados em obras do escritor americano Edgar Allan Poe, também fazia uns bicos como narrador. Além da narração desse curta, ele também participou da gravação de clássicos do cenário musical, como Thriller, de Michael Jackson (sim, aquela risada assustadora no final do clipe é dele), The Number of the Beast, Iron Maiden e da música The Black Window (do excelente disco Welcome To My Nightmare), do Alice Cooper.

Retirado daqui - linklinklinklink






******

sábado, 24 de outubro de 2009

Como terminar um namoro...




Fica a dica!


bonitinho o vídeo!

bom final de semana pessoá!

Matrix

Ele tinha olhos extremamente verdes.
E uma pinta no rosto.
Fetiche meu.
Não sei ainda, um dia saberei, mas acho que era outra dimensão. Matrix mesmo. Ou Jornada nas Estrelas. Tudo saído de um filme de ficção científica.
Seus dedos tocaram meu rosto e afagaram meus cabelos soltos. De arrepiar.
Aquele cara perseguiu meus sonhos desde os 15, 16, sei lá. Aquela coisa de pegar o ônibus todos os dias e ver aquele semi-deus-grego-sedutor com cara de quem tinha dormido mau por conta de uma noite sem dormir. Devia ter transado a noite toda com a namorada. Ódio!
Eis que anos depois, durante uma festa nos encontramos. Claro, eu já não era só canelas, óculos e aparelho ortodôntico. A feiura em persona. Já era um ser "comível".
Jéééésus, quando ele me abraçou, me beijou e me empurrou pra dentro daquele banheiro foi O DIA.
Seus dedos eram rápidos e avassaladores. Percorreu cada centímetro do meu corpo durante o banho. Ahhhh mas que banho. Orgasmos molhados são ótimos não concordam? Eu sim, tinha motivos para gozar a cada meio minuto. Fiquei cega quando ele me penetrou com força, enquanto eu puxava seu cabelo loiro, comprido, com tanta vontade que cheguei a arrancar fios e fios. Os seios doiam de prazer. A boca, que perdurava em meu pescoço e seios, parecia queimar a carne centímetro á centímetro de uma forma grotesca. Foi alucinógino. Droga pura...foda sensacional.
Acho que foi droga mesmo. Ou um porre daqueles.
Por que acordei no meio de uma praça segurando uma garrafa de red label, e onde um cachorro lambia minha cara. Pra piorar, eu era um "tiranossauro rex" em pleno começo de dia.
As pessoas passavam pra ir trabalhar, estudar e afins... gente ocupada é assim mesmo! Escrota e metida a comediante. Azar?
Dos grandes! O povo vazou e me deixou destruida dormindo no chão.
Odeio esses sonhos filhos das puta!


******************

fictício gente, tudo ficção!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Não disse que ela é um "azulão?"



Bom, algumas pessoas estão duvidando da cor da carçola da fotografia que fiz pro MCP - Blog MiniContos Perversos -

Uns dizem ser verde, outros azul...

Tá aí ó... é azul galére... "azul da cor do céu".

E ah! Quem me conhece sabe que não tenho medo de mostrar a cara, e nem tenho vergonha do que falo e escrevo. Quem tiver sua moral "imoral" desculpe. É que eu não gosto de falsos moralismos e nem de parecer ser oq não sou.
Sou assim e pronto.
Aos que gostam, ótimo.
Aos que não gostam, problema. Não sou obrigada a agradar ninguém.
Sou liberta de preconceitos e gostaria que todos assim agissem. O mundo seria um lugar muito melhor assim, não acham?
Sua raça, credo, opção sexual, e tantas outras escolhas pessoais tuas não seriam levadas tão a sério.
É ser único e acabou.
Não quero parecer fora do eixo, mas minha vida é assim: amar quem me ama, sorrir para quem sorrí pra mim, abraçar os que me abrem infinitamente os braços, chorar quando perco oportunidades, e conviver com todo tipo de gente. Alto, baixo, gordo, magro, esperto, bonito, cabeludo, galinha, escandalosa... e por aí vai.

Tentemos ser menos preconceituosos.
Você não vale a aparência, seu nível de escolaridade ou dígitos em uma conta corrente.
Você vale sua autenticidade e forma de encarar o mundo.
E aos que adoram criticar: sai fora!!!!!!!!!


******

Agradecer á todos e todas que já foram dar seu comentário para esta terrível e eterna sem noção!

\o/

Fuuuuuuuuuuuui!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Florbela Espanca


Eu

Eu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada… a dolorida…

Sombra de névoa ténue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!…

Sou aquela que passa e ninguém vê…
Sou a que chamam triste sem o ser…
Sou a que chora sem saber porquê…

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver
E que nunca na vida me encontrou!


************

Escritora portuguesa voltada para o melancólico, dramático. De uma sensibilidade assustadora, que eu simplismente sou incapaz de descrever.

Encontrei um blog que contém poemas e informações sobre a mesma. Vale muito, muito a pena conferir. Linklinklinklink

Eu sei que ando meio estranha, meio por fora do que é a proposta deste humilde blog, mas é que quando a dor é demasiadamente estrangulante, não consigo escrever nada meu. Nem rabiscos. Nada. Tentarei alguma coisa, prometo. As coisas não vão bem e eu preciso limpar o chão. O sangue coagulou e tem que lavar. A preguiça não deixa.

Eu diria que, certos dias é melhor calar.

E ah! Não esqueçam de comentar minha foto lá no MiniContos Perversos... quero o livro galére!

bjos á todos e todas!




Pq a Bibra disse...

Olha, juro que é engraçado.
Vale a pena ver a "pregação supimpa" do irmão!
Aleluia!

Acho que ele tomou uns mé antes, não pode gente!

O cara é engraçado. [e ó: nem mem venham com papinho de religião pra cá! eu achei engraçado e pronto! posto mesmo!]


Quero meu livro! Comentem!


Querido diário. Sou uma boa menininha certo? Pelo menos assim é que devia ser. Mas é que eu estava lendo o MCP [adoro!] e resolví participar do concurso fotográfico pra ganhar o livro Mini Contos Perversos

Comentem lá! [claro, coisas boas!]

Quero meu liiiiiiiiiiiiiivro!

hehehehhe!

Bjo á todos!

Arrevoir!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Playboy Margie Simpson


É isso aí pessoal! A mãe do Bart, Lisa e Maggie, esposa do gordo do Homer [beberrão inveterado de Duff] está nas páginas da Playboy do mês de Novembro, isso, claro, nos EUA.

Merece um fiu-fiu longo e estridente - afinal- nem precisou de retoques [ahuahauahuahau]


Mais informações - aqui -

u.u

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Assim, assim...

"Quando cai a noite é bom tomar um banho e sob o chuveiro é bom
sentir saudade,
Ruim é não ter saudade, e como é bom sair sem direção pelas ruas
da cidade
Pensando no que você fez da sua vida e no que a vida fez em você...

Bom é sonhar, realizar não é tão bom, mas ruim mesmo é não
realizar"








__________

Eu não sei oq é, mas a voz dele me fascina.
Sei que há melhores, mas Pedro Bial é único pra mim.

O vídeozinho parece auto-ajuda. Bem o momento. Meu.

Relacionamentos reversos




Ela está correta quando faz isso com você. E é adorada, venerada, a ninfa mais mais dos seus poemas a la Camões.
Ser boazinha é pedir pra levar um chute no traseiro.Isso acontece.
Quer ver porquê? Siiiiimples!
Doçura e bom tratamento mais cedo ou mais tarde enjoa. Beijinho e abraço? Telefonema? Andar de mãos dadas? Tédoidé? Tá me fazendo vergooooooooooooooonha! Tem que ser dificil e se insinuar pra deusomundoosfundosrasgadosdequalquermendigodarua, aí sim, teus valores são reconhecidos que é uma beleeeeeeeeeeeza!!!!

Shakespeare já dizia: "ame, portanto, moderadamente, pois o mel é repugnante pela própria delícia...". Leio essa frase desde criança e nunca aprendí.
Então bando de filhos das puta: xigamento, chute e palavrões são essenciais né? Pois é oq vão ter comigo agora. Doçura, só se for do sangue escorrendo das bolas bem batidas. [ahuahauahuaha]
Próxima aquisição material: taco de baseball.
Fez merda: pau!
Falou merda: pau! Ficou bebo, fez merda e falou besteira pra mim? pau!
Eles gostam, gostam sim.

Mas vejam bem: sou contra violência. [uhúúúúúllll]
Mas... se for pra ser feliz, que assim seja!

[ahuahauhauhauahuahauhauahua] Perdí o resto da sanidade, tenho certeza!

domingo, 18 de outubro de 2009

Orgasmo alcoolico!




Melhor que homem.... num final de semana então, nem se fala!

Afinal, eu só dou pra idiotas mesmo!

ahuahauahuahauahuahaua

Bom domingo!

Sirvam-se!

a la vonté

Vive!



Vive, dizes, no presente,
Vive só no presente.

Mas eu não quero o presente, quero a realidade;
Quero as cousas que existem, não o tempo que as mede.

O que é o presente?
É uma cousa relativa ao passado e ao futuro.
É uma cousa que existe em virtude de outras cousas existirem.
Eu quero só a realidade, as cousas sem presente.

Não quero incluir o tempo no meu esquema.
Não quero pensar nas cousas como presentes; quero pensar nelas
como cousas.
Não quero separá-las de si-próprias, tratando-as por presentes.

Eu nem por reais as devia tratar.
Eu não as devia tratar por nada.

Eu devia vê-las, apenas vê-las;
Vê-las até não poder pensar nelas,
Vê-las sem tempo, nem espaço,
Ver podendo dispensar tudo menos o que se vê.
É esta a ciência de ver, que não é nenhuma.


________________

* Poema de Fernando Pessoa, em um de seus heterônimos: Alberto Caeiro.


Balinha perdida...


A mascote das Olimpíadas Rio 2016...


Melhor, impossível!


ahauahuahauhuahauha


FUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
Galera não tem mais oq fazer... [nem eu!]

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Annabel Lee





Foi há muitos e muitos anos já,
Num reino de ao pé do mar.
Como sabeis todos, vivia lá
Aquela que eu soube amar;
E vivia sem outro pensamento
Que amar-me e eu a adorar.



Eu era criança e ela era criança,
Neste reino ao pé do mar;
Mas o nosso amor era mais que amor
O meu e o dela a amar;
Um amor que os anjos do céu vieram
A ambos nós invejar.



E foi esta a razão por que, há muitos anos,
Neste reino ao pé do mar,
Um vento saiu duma nuvem, gelando
A linda que eu soube amar;
E o seu parente fidalgo veio
De longe a me a tirar,
Para a fechar num sepulcro
Neste reino ao pé do mar.



E os anjos, menos felizes no céu,
Ainda a nos invejar...
Sim, foi essa a razão (como sabem todos,
Neste reino ao pé do mar)
Que o vento saiu da nuvem de noite
Gelando e matando a que eu soube amar.



Mas o nosso amor era mais que o amor
De muitos mais velhos a amar,
De muitos de mais meditar,
E nem os anjos do céu lá em cima,
Nem demônios debaixo do mar
Poderão separar a minha alma da alma
Da linda que eu soube amar.



Porque os luares tristonhos só me trazem sonhos
Da linda que eu soube amar;
E as estrelas nos ares só me lembram olhares
Da linda que eu soube amar;
E assim 'stou deitado toda a noite ao lado
Do meu anjo, meu anjo, meu sonho e meu fado,
No sepulcro ao pé do mar,
Ao pé do murmúrio do mar...


___________________

Esta poesia é de Edgar Alan Poe, escritor americano, dado ao estilo gótico, além de ter sido um percurssor da ficção científica.

Eis mais um que Lolita confessa: ama demais!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Dia das Crianças - Parte II








Gostar de desenho é doentio... mas sou apaixonada por este... "homem!"


Shiryu... my dear Dragon!

ahuhauahuahauhauahauhauhauahauhauahau

[já deu pra perceber o pq da minha tara com homens cabeludos né? culpa dele!]

Feliz dia das Crianças!!!!!!!!!!!!!!!!!!





É que ser criança é mágico.
Tudo é mágico.
O desenho que passa na TV.
Os livros de contos de fada, as músicas de ninar, as noites de lua cheia e o medo do lobisomem.
Quando falta energia e mil sombras correm ao nosso redor.
Eu tinha um medo enorme de por acaso, como quem não quer nada, acordar no meio da noite e ter um e.t. me olhando bem pertinho, com aqueles olhos enormes e me tocando com sua pele gelada. Acho que ainda tenho medo. Muito medo disso. E medo de escuro também.
Eu nem sei quando vou crescer. Quando isso acontecer, aviso aos mais amigos. Só para terem certeza.

Palavras-chave de minha infância: Chaves, Caverna do Dragão, pipoca, Jaspion, Xuxa, todos os produtos relacionados á Xuxa, Cavalheiros do Zodíaco, Angélica, Barbie [todas, principalmente a noiva], mobiletes, taco, os cabelos ridículos, all star de botinha [ e minha canelinha fina], Tubaína, confissões de adolescentes, no mundo da lua, castelo rá-tim-bum, Doug Funnie, As aventuras de Tim-tim, lego, Cavalo de fogo,bichinho virtual,Carrossel, Chapolin, album de figurinhas, e por aí vai... tanta coisa pra lembrar com saudade mesmo!!!!!!!!!


Lembro que parecia uma trombadinha na rua. Fui criança das "antigas", de correr, brincar de polícia e ladrão[e levar aquele murro fudido nos seios já querendo aparecer e da dor], taco, pique-esconde, bicicleta [ ir além dos limites permitidos era o auge da rebeldia], ou tomar banho de chuva com a cabeça curvada, boca aberta pra poder beber os pingos geladinhos.
Hoje água dá alergia! [u.u]
Lembro também da minha facilidade de comunicação com meninos. Meu carma, antes, agora e depois . Sempre a amiguinha. Acho que devia ser mais mandona e menos idiotinha. Confesso que sempre fui.
Ser agressiva é que é bom. Assim todos gostam.

Lembro que fazia as coisas sem pensar no depois.
Fazia e pronto. Tão bom!!!!!!!!
Peraíííí!!!!!!!!!!
Essa ainda sou eu!

Bom, hoje é dia das crianças e eu parei pra pensar nisso. De como era o "eu" criança.
E cheguei á essa terrível conclusão: não foi. ainda é. Não quero perder o lado criança. Não ainda.


\o/

Vídeo de uma música que eu amo: Aquarela, de Toquinho, famosa por conta de um comercial de TV de uma marca famosa de lápis de cor:




E agora, minha propaganda preferida:


Vai dizer que não lembra??????????


Tem mais: meu Super Helói favorito!!!!!!!!! Jaspion!!!!!!!!!!!!! [abertura brasileira]



Eeeeeeeeeee meu desenho libidinoso: [ minha paixão por cabeludos nasceu daí, juro, juro, juro]




E meu desenho favorito, campeão mesmo! Aaaaaaaaaaaamo!




Bommmmmmmmmm pessoal, é isso aí!

Feliz dia das Crianças pra todo mundo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Um beijo pro meu pai, pra minha mãe, um murro no meu irmão e um beijo todo especial pro meu filho João e pra vc, Xuxaaaaaaaaaaaa!

=*****************

domingo, 11 de outubro de 2009

Dia das Crianças - parte I



Na moooooooooooooooda!

Xuxa comandou literalmente minha infância!

Cabelinhos a la chiquinha [ essa porra dói tá?]. Minha mãe amarrava com força, potaqueospariu, era de lascar!!!!!!!!!!
Uma franja emo, meia calça branca arrastão e pose de Paquita! Na foto parece até que eu era peituda! Só tecido minha gente!

ahuahauahuahauahauhauahauhauahauhauahuahauhaua

O cúmulo da podrice.

Pior que hoje eu morro de rir desses modelitos fashion , mas era o supra sumo do Luxo!


ahuahauhauahauhauhauahauhauahauhauahuahauhauha

\o/

Desaba _ fo

Desabou. O quase tudo desabou.
Oque era quase eu.
Oque ainda estava por aqui.

A música fala por sí só...

Pink Floyd - Great Gig in the sky...









"And I am not frightened of dying, any time will do, I
don't mind. Why should I be frightened of dying?
There's no reason for it, you've gotta go sometime."

"If you can hear this whispering you are dying."

"I never said I was frightened of dying."





Hope.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Dia das Crianças da Blogosfera!





Tá aí, ví no Malvadas e resolví aderir á onda: fazer um post sobre minha infância com as macacadas típicas daqueles tempos... no dia 12, dia de todos os capetinhas em forma de gente... pois é, justamente agora que sou mãe e fico de lenga lenga no dia das crianças com ele...

Então, seria bom se todo mundo se lembrasse de que já foi criança e fizesse um post também...

Até pq eu não fui criança, eu ainda sou!

Listagem dos blogs participantes... por enquanto!


Malvadas - Cogumelo Louco - Macacumor - Maldita Inclusão Digital - Palavra Ácida - Blog Ideias - Pombo Bebo - Fester Blog - Red Hair Tatto - Besteiras da Pri - Vida de solteira na cidade - Paulo Daltrozo - Bah! Nana - Lady Vulgata - Delírios Diários - Freud Flintstones - Biscoito 2.0 - Lara Souza - Top Jovem - Conceito Inútil - Pedro Pedreiro - Confissões de Lolita - A Lei do Oeste - Gato Zumbi - Preguiza - Bananada é 10 - Fermentados - Utilidades Públicas - Gato Jorjão - Duplaki - Noiados - Boom Down 666 - Entretidoo - A Toca do Panda - Buraco Inútil - A Super Kate - Piadas Sem Graxa - Mega Veneno - Humorragia - Arquivinho - Blog do Luis - Pedrada na Cara - Mulherzinhas Cafas - Nada Demais - Geek Room - Galizé Bandido - Coisas de Loiro - Taverna Blog - Berinjela à Milanesa - Chinelada - Seu Boga - Maluco Beleza Tirinhas - PegaAki - Bica Na Nuca - Halzz - Entrevero Na Web - Juventude Internética - Banheiro Público Café - Phenomenon Brasil - Best Terror - Orange Pills - Black Brother's - Mens Insana in Corpore Sano - The Ebony Angel - 8 Balls - Ria Muito Alto -
bjos á todos e todas!!!!!!!!!!!

Depressão!






Ela me tem sido uma companheira exímia... Desde a infância e os primeiros dias da adolescência...
Nós nos amamos. Muito.
A distância uma da outra é quase que impossível...
Ela me faz ter ódio do sol, das ruas e das pessoas que pertubam e me machucam constantemente.
Ela me alucina ao ponto de coisas simples deixarem de ser ditas ou feitas em tempo hábil... onde uma debilidade assustadora se apodera de mim.
A paixão é tanta, que há um ano e meio, ela tem simplesmente vivido em mim. É um caso de possessão. O exorcismo tem que acontecer no imediato. Enquanto ainda tenho forças pra suportar.
Eu luto, reajo, me afasto de teus dias igualmente escuros e não consigo.
Ruim é viver a escuridão e esquecer o dia lá fora.
Ruim é se apegar.
Ruim é materializar coisas que não existem.
Os planos e sonhos estão sendo consumidos pouco á pouco...
Você é uma putinha sem escrúpulos.
Vai embora vadia de merda, me deixa em paz. Não quero mais, não mais, não! Não sei explicar. Mas dói. O tempo todo. O todo tempo perdido. As tantas oportunidades desfeitas no ar. Tenho lutado, mas tá dificil.
Não sei como, mas dela vou me livrar.
Desgraçada de tantas faces, que tem me tirado o brilho de certas coisas.
Espero viver em paz. Não sei se ainda há algo a ser feito.
Será????????

Clááááaáárooooooooooooooo!

"não há tempo que volte amor, vamos viver tudo oq há pra viver... vamos nos permitir..."