sábado, 6 de dezembro de 2008

O medo

O medo é uma coisa surreal...

Vide o velho e bom Aurélio:

Medo: Sentimento de viva inquietação ante a noção do perigo real ou imaginário, de ameaça, pavor, temor. receio.

Eu gostaria de não sentir medo.
Mas também gostaria de ser o medo.
Causar o receio. Não quero mais sentí-lo... até pq sentir o tempo todo dói. Chega a destruir...
Medo de não ser aceita. Medo de não me adequar "ao mundo real", mundo que eu sinto não pertencer. Não, eu não sou de Marte.
Mas gostaria de ser.
Meu mundo virtual me protege exageradamente.
Estou sem chão.
Alguém me empresta um?
Mas não pode ser o da casa amarela que não tinha nada...
Preciso de um chão de verdade, um apoio, um amor, preciso reencontrar valores.
É uma pena.
A vida vai passando...
E eu?????

Estou bem aqui, só olhando...

Um comentário:

Vanessa disse...

O medo é como uma traça, destroi tudo a sua frente, mina sentimentos, controla a razão, feri o coração. Medo, tantas vezes confuso, tantas outras traiçoeiro, com um só objetivo, uma só razão, e dentre todos os outros sentimentos ele se fortifica, mas porque esse medo? Não há explicação, é algo que se sente, mas que nunca se explica, apenas continua sendo medo.