domingo, 10 de maio de 2009

Vermelho amor...







Presente maior não poderia ganhar...

Poema dela, pra mim, falando de nosso eterno amor...

Aline, enilA, minha flor, minha menina!

Amo você minha amiga!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

***********************************




Vermelho amor

Ela é minha menina

Me cativas a cada desabrochar

Dela, me basta flores murchas e sem cheiro

Ela é o meu mais perigoso vício

Mas depois de algum tempo aprendi

Certos vícios não se curam

E nem precisam ser curado

“Nosso romance me deixa no vermelho

Igual aos seus cabelos e seus lábios batom ”

Dela tomo beijos cinzentos e sabor de vinhos

Com ela não me importo se é noite ou dia

Silencio ou multidão

Já não sei

E pouco importa

Dela surge duas

Já não sei se o meu amor

É Paty ou Lolita

Sua mutação é literalmente Kafka

Ou dores de Frida






3 comentários:

aline disse...

o sentimento mais
desacertado e vem vergonha
tanto para dizer e sentir
amo tu tatu
bjssss

Lolita disse...

Sem vergonhas
Sem caretices
Sem tolices...

Somos nós agora e sempre!

Uécson disse...

com toda companhia e toda comparação, adorei a analogia para demonstrar a amizade e o tesão. Suas danadas!!!